quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Desenhar nas aulas

Hoje fui a Leiria à minha universidade tratar de uns assuntos e matar saudades do pessoal, se bem que muitos dos meus grandes amigos já não estão lá pois já terminaram, mas ainda assim foi bom rever algumas caras. Matei saudades de alguns dos meus rituais na universidade, o ir para lá de carro na auto-estrada, o beber o capucino das vending machines, o estar a desenhar nas aulas... É verdade fui assistir a uma aula para estar com o pessoal mais tempo, já tinha feito aquela disciplina mas foi só mesmo para o convívio. Como toda a gente sabe da minha pancada de desenhar carros, pedi um papel e um lápis e comecei a desenhar... E saiu de lá isto:


Deixei a minha secretária toda suja de bocados de borracha e borrada do lápis que com facilidade imprimia sujidade para a mesa... E deixei a folha toda suja também, mas pronto o que interessa é o carro.

O carro tem uma grelha enorme à frente que percorre o parachoque frontal todo e umas entradas de ar um pouco mais na lateral para arrefecer travões e um pouco do motor. Também disse que não era um tipo que desenha jantes, mas tive uma ideia de desenhar umas jantes que mostrassem mais o sistema de travagem dos carros desportivos que para alguns fãs de automóveis é visualmente bonito de se ver e quer-se mostrar o mais possível, daí que assim com aquele design o sistema fica quase todo descoberto para todos poderem apreciar os travões de disco perfurados e razurados de cerãmica. Também deve dar um efeito giro quando se aperta com o carro e se usa os travões de uma forma mais agressiva já que eles com o aquecimento ficam incadescentes e assim consegue-se ver melhor esse pormenor. O tecto do carro é todo em vidro, é como se fosse um tecto panorãmico, para nos momentos mais descontraídos o passageiro do lado poder olhar para as estrelas isto num passeio verdadeiramente romãntico. ;)

Sei que não é assim muito diferente daquilo que costumo desenhar, mas pronto é um pouco difícil mudar radicalmente de design e de estilo, queixo-me que os carros de certas marcas parecem todos iguais, mas na verdade acabo por sofrer um pouco do mesmo mal. No entanto vou esforçar-me para fazer algo radicalmente diferente, algo nunca antes visto, algo que choque as pessoas, algo como o que a Citroen e a Poliphony Digital fizeram.


O carro chama-se GT by Citroen. É um projecto que liga o mundo virtual dos jogos de simulação automóvel à realidade. Este carro pode ser conduzido num simulador virtual e pensa-se que poderá ser um dos carros do Gran Turismo, o famoso simulador da consola Playstation.


Eu não sei o que dizer em relação a este carro, já conversei um pouco sobre ele com uma grande amiga minha e apesar de ser feio é um rasgo no design automóvel é como se todas as regras fossem quebradas, quase que choca as pessoas quando o vêm e sinceramente é por causa disso que adorei simplesmente o carro. É exótico e é daqueles carros que não deixam ninguém indiferente. É quase como se fosse um quadro do Picasso, é tão esquesito mas ao mesmo tempo tão belo e transmite tantas sensações que pronto é uma verdadeira obra de arte que devia de estar num museu de arte contemporãnea.

Gostei e a Citroen e a equipa da Poliphony Digital estão de parabéns.

1 comentário:

coisas de menina disse...

Isso é que são saudades da escola ;), foste muito corajoso em ir assistir a uma aula...

Vou deixar-te uma dica, não uses a borracha, se não ficar como queres colocas um papel de esquiço (papel transparente) e voltas a desenhar com as alterações ;)

beijo de menina
*